QUER INVESTIR EM IMÓVEIS? AS PREVISÕES DO MERCADO IMOBILIÁRIO PARA 2018 SÃO ANIMADORAS!

Desequilíbrios em diversos setores da economia costumam ser a causa primeira de crises econômicas. Hoje, ainda sentimos globalmente os reflexos de uma crise iniciada por uma “bolha imobiliária” nos Estados Unidos em 2001. Com a redução da taxa de juros pelo Federal Reserve, a população passou a comprar imóveis, enquanto entrava num ciclo de empréstimos e hipotecas, causando um rombo nos bancos e financiadoras. Quando os juros voltaram ao normal, bancos e fundos monetários perderam o poder de crédito, desaquecendo a economia, gerando desempregos, pedidos de concordata e a falência de diversas instituições.

No Brasil, por incrível que pareça, a crise foi pequena, se comparada a outros países. Se nos EUA – entre 2007 e 2009 – a queda média no valor dos imóveis foi de 60%, no Brasil, o que houve foi um congelamento dos preços e uma pequena queda real. Atualmente, vivemos uma retomada do crescimento, razão pela qual especialistas apostam que entre o fim de 2017 e o primeiro trimestre de 2018 é o momento ideal para investir em imóveis com perspectivas reais de crescimento.

Em Florianópolis, essa valorização é ainda maior e mais rápida devido ao grande número de pessoas de outros estados e países que vêm, cada vez mais, escolhendo a Ilha da Magia para morar, investir e trabalhar.

mercado imobiliário 2018

SALAS COMERCIAIS: A GRANDE APOSTA DO MERCADO IMOBILIÁRIO 2018

Investidores que desejam um rendimento em curto e médio prazo ainda em 2018 devem apostar na compra de salas comerciais. Com financiamentos especiais para esse tipo de imóvel e preços competitivos, as salas têm se mostrado especialmente atrativas para quem já tem casa própria e quer um rendimento extra.

A locação de salas comerciais é um negócio rentável e seguro e, se comparado ao aluguel de imóveis residenciais, demanda menos manutenção e menos “dor de cabeça”, pois os locatários de imóveis comerciais não costumam interferir tanto na estrutura do imóvel e há menor depreciação. Além disso, é comum que os contratos de aluguel de salas ou imóveis comerciais sejam mais longos que os residenciais, podendo chegar facilmente há uma década.

 

Boa localização é a chave para um bom negócio

O primeiro fator a se considerar ao escolher uma sala comercial – seja para alugar ou para utilizar em negócio próprio – é a localização. O prédio deve estar em um bairro grande o suficiente para oferecer infraestrutura e mercado de clientes, porém, sem os problemas dos bairros mais populosos, como o trânsito saturado. Por isso, busque opções fora do centro da cidade, mas que tenha acesso fácil aos principais bairros da região.

 

Prédios e salas mais modernas são preferidos pelos locatários

Empresários e profissionais liberais que buscam uma sala comercial para se instalarem dão preferência a imóveis novos, modernos e que permitem mudanças nos ambientes sem a necessidade de realizar reformas – o drywall é um elemento importante para quem deseja fazer mudanças de forma prática e econômica –, com melhor aproveitamento do espaço, boa incidência de luz natural.

Quanto aos edifícios, o ideal é que sejam seguros, com soluções que otimizem o tempo e gerem economia, como elevadores modernos e rápidos e revestimentos que garantam melhor isolamento térmico, reduzindo os gastos com energia elétrica.

 

mercado imobiliário 2018

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notificar